Dízimo do tempo?

21 10 2012

Eu nunca tinha ouvido ou pensado nisso, até dar uma aula na Escola Bíblica Dominical há alguns domingos atrás.

Fala-se muito em dízimo (10% do salário), mas em dízimo do tempo? O que seria isso?

Não pretendo através deste texto criar qualquer regra/doutrina ou imposição, gostaria apenas de compartilhar algo que faz minha vida ter mais sentido e leveza.

Quando escuto a palavra MORDOMO lembro-me de uma propaganda muito antiga onde uma família estava como se fosse em uma selva e a mãe pedia ao mordomo que trouxesse suco (Tang) a eles, pois estavam com sede.

Você já se imaginou sendo um mordomo de Deus com o seu tempo? Diante disso fiz alguns práticos cálculos que me ajudaram a medir a minha eficiência como “mordoma” de Deus. 🙂

Deus nos dá semanalmente 24 horas por dia, 7 dias por semana o que totaliza 168horas ou 10.080 minutos. A pergunta é: Das 168 horas que Deus te dá, o quanto você “devolve”, “agradece” ou para pra “retribuir”, “reconhecer”, “investir” no seu relacionamento com ele?

Gosto da ideia de aprender a investir melhor o tempo com as formigas. Elas são verdadeiras mestras no assunto, trabalham no verão intensamente para que no inverno elas fiquem seguras e nada venha faltar.

A metodologia das formigas é um ótimo modelo para seguirmos quando se trata de nossa vida espiritual. Precisamos trabalhar, investir tempo nela, senão quando precisarmos, quando chegar o inverno (as tristezas, frustrações, dúvidas, decepções) não teremos o necessário para nos suprir.

Temos uma “feia” e infelizmente natural tendência de lembrarmos mais de Deus na hora do aperto, dificuldades, enfermidades… As pessoas ficam mais sensíveis umas as outras, vão mais à igreja e ficam até mais caridosas, porém quando eu falo de Dízimo do Tempo eu estou falando de investir genuinamente no relacionamento e agradecimento a Deus pelas 168 horas semanais que Ele nos dá amorosamente por semana, a proposta então é de devolvermos a Ele pelo menos 10% de tudo isso o que totaliza 17h20m semanais e aprox. 2h46min dia 🙂 isso não seria fantástico?

Quero apenas lembrá-lo amigo leitor que minha intenção não é gerar nenhum tipo de obrigação, mas  sim uma reflexão para a gratidão e a oferta do nosso tempo ao dono dEle.

E como podemos fazer isso?

Gostaria de compartilhar várias dicas e sugestões para esse super INVESTIMENTO do nosso tempo com Deus. Podemos fazer isso:

Jesus, sendo Deus, nos ensinou isso 🙂

  1. Ouvindo Deus (lendo a bíblia que é a boca dEle);
  2. Falando com Ele (através da oração) isso pode ser no carro, no trabalho, em casa, em uma fila… em voz alta ou em pensamento;
  3. Falando de Deus para as pessoas (do seu amor, seus milagres…);
  4. Através do voluntariado (mostrando Deus através de simples ou complexas atitudes);
  5. Indo à igreja (cultos, vigílias, ensaios…);
  6. Fazendo Jejum…

E muitas outras formas de lembrar de Deus e reconhecer o presente diário que Ele nos da a cada dia.

Você pode pensar, mas mesmo sem fazer isso eu já não tenho tempo nos meus dias… e aí eu te respondo caro leitor, tudo é uma questão de FOCO e PRIORIDADE lembre-se de priorizar algumas horinhas da sua semana com Aquele que prioriza você por 24horas!

Como testemunho pessoal diante do tema, tenho o voluntariado como uma das minhas formas preferidas de dizimar o meu tempo a Deus e no próximo mês dedicarei 57% das minhas férias com orfãos de uma cidade de Angola na África e tenho certeza absoluta que ao pensar em dar… receberei e aprenderei muito mais 🙂 Eu escolho dizimar o meu tempo e você?

Abs e até a próxima!!!


Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: